14 de nov de 2017

AUMENTO DA POTÊNCIA DOS MOTORES

Palco da primeira etapa do ano, o autódromo internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), volta a receber a principal categoria do automobilismo nacional e desta vez com uma grande novidade. Na prova deste domingo (dia 19), a 11a e penúltima da temporada 2017, os motores dos Stock Car terão 500 hp.

Na Hot Car Competições (Promax Bardahl), Sérgio Jimenez e Guga Lima aprovaram a mudança e estão animados para a prova, que ganhou um nome especial: Goiânia 500. Anteriormente, dependendo do autódromo, os carros chegavam a até 450 hp e a alteração nos motores deve gerar mudanças nas estratégias, já que pode aumentar em 20% o consumo de combustível e provocar maior desgaste dos pneus.

“É uma novidade muito legal. Sou a favor de mais potência e acho que vamos ter ótimas corridas. Os desgastes do carro e pneus serão maiores e fará com que os pilotos tenham de pensar mais durante a prova”, comentou Jimenez, que vem empolgado por um Top-10 na Stock, na última etapa em Tarumã (RS), e também por uma vitória na Porsche Cup, justamente em Goiânia, no mês passado.

“Venho de uma vitória no circuito, então estou bem entrosado com a pista. Vamos torcer para o carro estar competitivo para que possamos fazer um bom trabalho”, finalizou o paulista do Stock #73.

Para Guga Lima, piloto mais jovem da Stock Car com 21 anos, correr em Goiânia é ainda mais especial pela proximidade com Brasília, onde o piloto vive desde os primeiros meses de vida.

“Goiânia é a nossa corrida ‘em casa’, já que infelizmente o autódromo de Brasília está fechado. É onde posso contar com o apoio maior da minha família e amigos. Já é um final de semana que começa diferente por este motivo. É uma pista bem legal, que eu gosto muito e onde espero ter um resultado bom para terminar o ano em alta. Vamos trabalhar forte desde o começo e torcer para que tudo dê certo”, declarou o piloto do Stock #9, que também prevê muita emoção com o aumento da potência do motor.

“Essa mudança, com potência a mais, vai ser muito legal. Os carros estarão mais rápidos e a adrenalina vai aumentar mais ainda”, finalizou Lima.

O chefe de equipe, Amadeu Rodrigues, também está animado e confiante. “Revisamos os dois carros depois de Tarumã, passamos os motores no dinamômetro e está tudo 100% para a corrida. Agora é trabalhar nos detalhes de acerto e na estratégia, já que essa mudança nos motores vai refletir no consumo de combustível e desgaste dos pneus. Estamos animados e vamos trabalhar forte para lutar por bons resultados”, completou.

Os treinos livres no traçado de 3.835 metros terão início na sexta-feira (17). No sábado (18), o classificatório será às 13 horas, com transmissão ao vivo pelo SporTV. No domingo, as duas provas terão suas largadas às 13 horas e 14h10, também ao vivo no SporTV.

Confira a programação para a etapa de Goiânia:
 
Sexta-feira (dia 17)
9h35 às 9h45 – Shakedown Grupo 1
9h50 às 10h00 – Shakedown Grupo 2
10h10 às 10h40 – Treino Livre 1 Grupo 1
10h45 às 11h15 – Treino Livre 1 Grupo 2
12h55 às 13h25 – Treino Livre 2 Grupo 1
13h30 às 14h00 – Treio Livre 2 Grupo 2

Sábado (dia 18)
8h55 às 9h25 – Treino Livre 3 Grupo 1
9h30 às 10h00 – Treino Livre 3 Grupo 2
13h00 às 14h00 – Classificatório

Domingo (dia 19)
13h00 – Largada Corrida 1 (40 minutos + 1 Volta)
14h10 – Largada Corrida 2 (40 minutos + 1 Volta)

Classificação do campeonato (Top-10):
1- Daniel Serra - 289 pontos
2- Thiago Camilo – 279
3- Átila Abreu - 223
4- Felipe Fraga - 222
5- Max Wilson - 203
6- Rubens Barrichello - 198
7- Cacá Bueno - 191
8- Ricardo Maurício - 181
9- Marcos Gomes - 177
10- Gabriel Casagrande – 156
23- Sergio Jimenez - 55
30- Guga Lima – 19


6 de nov de 2017

CUIDADOS COM O SISTEMA DE ARREFECIMENTO

- O líquido do sistema deve estar sempre no nível máximo do vaso de expansão e conter a concentração recomendada pelo fabricante, à base de etilenoglicol ou não, de boa procedência. É recomendável trocar o líquido de arrefecimento a cada 6 meses ou a cada 30 mil km. Sem o aditivo na proporção certa, a água evapora mais rapidamente, além de enferrujar os componentes do motor. Se o líquido estiver sujo, deve ser substituído. Não esquecer de fazer a limpeza de todo o sistema, e não apenas do reservatório.
- Verifique o estado da válvula termostática, responsável por manter a temperatura ideal de funcionamento do motor, controlando o fluxo do líquido de arrefecimento. Sem ela, os motores mais modernos gastam mais e perdem rendimento, já que a unidade de controle de injeção eletrônica vai enriquecer a mistura de combustível, podendo causar falhas pelo excesso.
- As mangueiras não podem ter rachaduras e sempre devem estar flexíveis. Se estiverem inchadas e ressecadas, troque-as para não correr o risco de ter um vazamento. As braçadeiras enferrujadas também devem ser substituídas para evitar o mesmo problema.
- O radiador deve estar sempre limpo, com as aletas de refrigeração desobstruídas. Limpe-o por fora com ajuda de um pincel e água corrente em direção à grade dianteira. Se houver partes danificadas, o radiador deve ser trocado.
- As tampas do reservatório e a do próprio radiador devem estar livres de ferrugem para manter o sistema com a pressão estabelecida pelo fabricante. Se estiverem danificadas, troque-as para que o líquido não ferva com facilidade.
- Também deve ser verificado se o sensor (cebolão) do radiador está funcionando adequadamente. Sem ele a ventoinha não será acionada quando o motor estiver quente e o carro parado, ou movendo-se devagar. Assim, o risco de superaquecimento durante os congestionamentos será bem maior.

31 de out de 2017

ADVENTURE SPORTS FAIR 2017

Quem pode comparecer na Adventure Sports Fair, conferiu como foi este mega evento.

Não pode comparecer?
Segue algumas imagens para curtir e se programar para 2018.
#AdventureFair2017 #OndeTemCompetiçãoTemPromaxBardahl












9 de out de 2017

COPA BRASIL DE KART: PEDRO AIZZA BUSCA TÍTULO INÉDITO NA PARAÍBA

O kartista paranaense Pedro Aizza, patrocinado pela Promax Bardahl, terá um grande desafio no próximo sábado (dia 14). O piloto de apenas 12 anos, que coleciona vitórias e títulos no kartismo nacional e internacional, parte em busca de um título inédito em sua carreira: o da Copa Brasil de Kart.

A disputa acontecerá no Kartódromo Paladino Internacional, em João Pessoa (PB). Aizza, que corre pela categoria Júnior Menor, já terá os primeiros treinos livres nesta terça-feira (10). Serão cinco sessões de treinos livres entre terça e quarta-feira (11). Na quinta-feira (12), acontece a tomada de tempos e, na sexta-feira (13), as duas baterias classificatórias (com largadas às 12h15 e 15h05).

Nestas provas, os pilotos somarão pontos, conforme as posições de chegada, e esta somatória definirá o grid para a grande final, que será realizada no sábado, a partir das 13h35.

“Fui vice-campeão da Copa Brasil em 2013 na Mirim e 2015 na Cadete. É um dos poucos títulos que me falta no kart e vou lutar muito para estar na briga em Paladino”, comentou Aizza. “O nível deve ser bem alto, com os melhores pilotos do Brasil, mas estamos bem preparados e confiantes”, completou o piloto.

Reconhecida por sua completa linha de lubrificantes, aditivos, graxas, entre outros produtos no setor automotivo e industrial, a Promax Bardahl patrocina equipes e pilotos nas principais categorias do automobilismo nacional (Stock Car, Mercedes-Benz Challenge, Porsche Cup, kart) e também está presente em outras modalidades esportivas, com destaque para o ciclismo.



PORSCHE GT3 CUP: BETINHO GRESSE CONQUISTA MAIS UM PÓDIO


Mais uma corrida muito disputada marcou neste sábado (dia 7) a segunda etapa da Porsche Império GT3 Cup no autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). E o paulista Betinho Gresse, piloto apoiado pela Promax Bardahl, foi novamente ao pódio, chegando em quinto lugar e assumindo a liderança do campeonato de endurance ao lado do companheiro Miguel Paludo. A vitória na etapa ficou com os paulistas Sérgio Jimenez e Rodrigo Baptista.

Gresse, que foi o segundo colocado na etapa passada, no Velo Città (SP), largou em nono para os 300 km de Goiânia. O piloto, que estava sem correr uma temporada completa há dois anos, ressaltou que sentiu muito o forte calor na pista goiana. E, apesar do ritmo do carro também não ter sido o esperado, o piloto deixou a pista satisfeito.

A dupla, que corre no Porsche #7 da equipe Brandt, está agora com 106 pontos, em primeiro lugar na classificação do campeonato. “Foi um bom resultado, mas esperava mais, principalmente em termos de ritmo de corrida. Nos treinos e na tomada de tempos não conseguimos um acerto ideal, que nos deixasse 100% satisfeitos com o rendimento do carro. Então, largando de nono, chegar no pódio e assumir a liderança, não dá para dizer que foi um resultado ruim”, comentou Gresse.

O piloto também contou sobre a estratégia na disputa. Como a prova começou com um Safety Car, após um acidente na largada, Paludo já fez uma de suas paradas obrigatórias, cumprindo seu primeiro stint e voltou para a pista. Em seguida, o piloto completou seu segundo stint de 35 minutos, ficando Gresse com a pilotagem no restante da prova.

“Guiei uma hora e meia direto e, como não tenho competido, foi bem desgastante. Sofri bastante com o calor. Mas estou feliz e agradeço novamente o Miguel pelo convite nestas duas provas. Fico contente por ter cumprido bem o meu papel e sairmos daqui em primeiro lugar no campeonato”, completou Gresse, que substituiu o norte-americano Justin Allgaier, que não pôde disputar as etapas em virtude de corridas na NASCAR.

A terceira e última etapa do campeonato de endurance acontecerá nos dias 1 e 2 de dezembro, em Interlagos (SP), com a prova de 500 km.

Reconhecida por sua completa linha de lubrificantes, aditivos, graxas, entre outros produtos no setor automotivo e industrial, a Promax Bardahl patrocina equipes e pilotos nas principais categorias do automobilismo nacional (Stock Car, Mercedes-Benz Challenge, Porsche Cup, kart) e também está presente em outras modalidades esportivas, com destaque para o ciclismo.

Para saber mais sobre a Promax Bardahl e seus produtos, acesse: www.bardahl.com.br

O resultado do Endurance Series – Goiânia (Top-10)*
1) 3 Rodrigo Baptista/Sérgio Jimenez
2) 0 Sylvio de Barros/Cacá Bueno
3) 27 Ricardo Baptista/Valdeno Brito
4) 88 Edu Azevedo/Ricardo Maurício
5) 7 Miguel Paludo/Beto Gresse
6) 77 Daniel Schneider/Nelsinho Piquet
7) 63 Lico Kaesemodel/Ricardo Zonta
8) 44 Beto Valério/Marcus Vario
9) 13 Pedro Queirolo/Clemente Lunardi
10) 37 Guilherme Reischl/Juliano Moro
*Resultado sujeito a confirmação dos comissários

Endurance Series – Campeonato

Cup
1. Miguel Paludo, 106 pontos
Beto Gresse, 106
3. Lico Kaesemodel, 104
Ricardo Zonta, 104
5. Sergio Jimenez, 101
6. Cacá Bueno, 79
Sylvio de Barros, 79
8. Daniel Schneider, 73
9. Beto Leite, 69
Nonô Figueiredo, 69
11. Rodrigo Baptista, 68
 
 

2 de out de 2017

CHUVA TRAZ EMOÇÃO PARA ETAPA ARGENTINA

Depois de 10 anos, a Stock Car voltou a Buenos Aires, na Argentina, para a disputa da nona etapa da temporada 2017 e o tempo instável, com chuva neste domingo (dia 1), tornou as corridas imprevisíveis e emocionantes. Felipe Fraga ficou com a vitória na primeira prova, seguido por Thiago Camilo e Daniel Serra, que havia largado na pole position. Na segunda corrida, triunfo de Rubens Barrichello, com Max Wilson em segundo e Rafael Suzuki em terceiro.
Serra, que acabou abandonando a segunda prova, segue na liderança, mas viu Camilo se aproximar na briga pelo título, 259 pontos a 255.
Na equipe Hot Car Competições (Promax Bardahl), a etapa não trouxe os resultados esperados e o time de Amadeu Rodrigues não conseguiu repetir o pódio conquistado na pista portenha em 2017. Sérgio Jimenez ainda conseguiu pontuar na corrida 1, terminado em 18o. Guga Lima acabou não completando a prova. Na segunda bateria, Jimenez cruzou a linha de chegada em 17o, com Lima logo atrás.
Nos treinos de sexta-feira (29) e sábado (30), a equipe trabalhou forte em busca de um melhor acerto para o traçado misto de 3.353 metros do Autódromo Oscar e Juan Galvez. Jimenez ficou em 24o no grid, com Lima em 29o.
Depois de dois dias com pista seca, a chuva decidiu cair no domingo, trazendo mais emoção para a disputa. Na segunda prova, o asfalto chegou a secar e alguns pilotos arriscaram com pneus slick. Com largadas com Safety Car, algumas intervenções do carro de segurança durante as disputas, as provas tiveram alguns toques e boas ultrapassagens.
Jimenez contou que o carro estava bem em condições de chuva, mas teve problemas com o desembaçador do carro logo após a largada, o que prejudicou sua visibilidade.
“Demoramos um pouco para achar o acerto do carro para ser veloz. No classificatório, deu uma melhorada, mas ainda largamos atrás. E veio a chuva hoje, o que seria bom para nós. Andei bem no warm up nestas condições, mas antes de largar começou e embaçar o meu vidro e não conseguia enxergar nada. Sorte que eu não bati, consegui parar nos boxes e arrumar. Não perdi uma volta, mas voltei muito atrás. O que dá pra tirar de positivo é que na chuva a gente era veloz. Mas lá atrás não deu para fazer muita coisa”, comentou Jimenez.
“Na segunda corrida, poderíamos ter tentado arriscar, colocar os pneus slick quando deu Safety Car, mas acabamos não arriscando e, ainda na relargada, tive um toque e fui lá pra trás. Perdemos a chance de ter um resultado bom nesta etapa, mas vamos para a próxima”, completou o paulista do Stock #73.
Piloto mais jovem da Stock Car, com 21 anos, Guga Lima nunca havia corrido em Buenos Aires e gostou da experiência. “Foi minha primeira vez aqui. Gostei da cidade, o autódromo é muito legal e o público também foi muito bacana. Achei o evento da TC2000 muito interessante também”, disse.
“Com relação as nossas corridas, foi uma pena o que aconteceu. Na primeira prova, na chuva, eu fui surpreendido pelo Jimenez, que estava com problemas para enxergar. Ele estava praticamente parado, eu também tinha pouca visibilidade e, na hora que eu o vi, tomei um susto e já estava em cima dele. Fui desviar e saí na grama. Com tudo molhado, não teve nem como voltar para a pista e bati”, contou.
“Consegui voltar para os boxes, arrumamos o carro e coloquei os pneus slicks para a segunda corrida. Larguei bem, estava num ritmo bom, já no meio do grid, mas na relargada do Safety Car, fui tentar defender minha posição e peguei uma poça. Na hora que eu freei, o carro saiu de traseira e foi pra grama. Uma pena. Poderíamos fazer um top-10, porque eu estava atrás do Julio (Campos) e ele foi quarto. Perdi a chance neste erro, mas é erguer a cabeça e ir pra Tarumã”, finalizou o piloto do Stock #9.
A décima etapa da temporada acontecerá no dia 22 na pista de Tarumã, em Viamão (RS).
Os resultados das corridas em Buenos Aires:
Corrida 1 – Resultado (top-10):
1- Felipe Fraga
2- Thiago Camilo
3- Daniel Serra
4- Diego Nunes
5- Marcos Gomes
6- Ricardo Maurício
7- Valdeno Brito
8- Allam Khodair
9- Gabriel Casagrande
10- Átila Abreu
18- Sérgio Jimenez
30 – Guga Lima
Corrida 2 – Resultado (top-10):
1- Rubens Barrichello
2- Max Wilson
3- Rafael Suzuki
4- Julio Campos
5- Cacá Bueno
6- Felipe Fraga
7-Gabriel Casagrande
8- Antonio Pizzonia
9- Cezar Ramos
10- Thiago Camilo
17- Sérgio Jimenez
18 – Guga Lima
Classificação do campeonato (Top-10):
1- Daniel Serra – 259 pontos
2- Thiago Camilo – 255
3- Felipe Fraga- 214
4- Átila Abreu – 203
5- Rubens Barrichello – 186
6- Cacá Bueno – 181
7- Max Wilson – 178
8- Marcos Gomes – 162
9- Ricardo Maurício – 156
10- Gabriel Casagrande – 143
23- Sergio Jimenez – 49
30- Guga Lima – 18
 

25 de set de 2017

GP PERUÍBE

Carimba que é P1 em Peruíbe!
Parabéns Emerson Tomaz pela conquista do primeiro lugar no Campeonato Metropolitano no litoral paulista, e nossos parabéns também à toda equipe.
#TudoAndaBemComPromaxBardahl

Facebook Instagram Twitter Youtube GooglePlus More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best CD Rates